domingo, 20 de março de 2011

A VERDADE

No senso comum temos a verdade como aquilo que é correto, o que realmente aconteceu. Ao contrário disso é errado, não aconteceu, é invenção, portanto, mentira. Porém, a verdade é muito mais complicado do que isso. O que é verdadeiro e o que é falso, como diria Platão, só existe no mundo das idéias. Dessa forma, temos que ter noção que esses dois princípios: verdadeiro e falso, são construções das sociedades humanas, portanto, resultado da evolução cultural do homem. Ou seja, aquilo que o homem ao longo de sua história consolidou como verdade ou não.

Os pensadores ao longo do tempo tentaram concituar a verdade, o que por si só, prova o que foi dito acima.Temos várias noções de verdades. A verdade absoluta seria aquela inquestionável, ou seja, é um fato absoluto e verdadeiro, imutável, não pode ser modificado. Por exemplo: "Todo homem um dia vai morrer." Alguns dirão que a verdade é relativa. Nesse caso ela é mutável, questionável, isto é, modifica-se com o tempo com as transformações científicas e ideológicas das sociedades e das culturas humanas. Por exemplo: "a beleza está nos olhos de quem vê"; não há uma verdade para o que é bonito, um conceito universal que idealize a beleza.

No entanto a verdade não se consolida entre os homens nos modelos ideológicos dos pensadores, mas sim no senso comum, naquilo que determinado grupo aceita como verdadeiro ou não. E esta aceitação esta alicerçada na ética, nos valores morais, nos costumes e cultura de cada grupo social, que necessariamente não são os mesmos valores pertencentes e consolidados em outros grupos sociais. Assim, temos várias verdades, em várias épocas e em vários lugares.
Fabrício Colombo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário