quarta-feira, 22 de junho de 2011

ÁTILA, REI DOS HUNOS

Átila o Huno, foi considerado um dos responsáveis pela queda do Império Romano. As tribos germânicas que conquistaram grandes porções do Império estavam na verdade fugindo de Átila, conhecido como o Flagelo de Deus.
Muito pouco é sabido da vida de Átila antes de sua aparição assassina, por volta de 433 e com mais ou menos 25 anos, subir ao trono de rei dos Hunos, juntamente com seu irmão Bleda, a quem simplesmente matou no ano de 443.
Atila era o rei dos Hunos, um povo bárbaro, violento e ávido por guerras e pilhagens. Eram nômades (não tinham habitação fixa e viviam a percorrer campos e florestas) e excelentes produtores, domadores e ginetes de cavalos.
Como não construíam casas, viviam em suas carroças e também em barracas que armavam nos caminhos que percorriam. A principal fonte de renda, alimentação e diversão dos hunos, era a pratica do saque aos povos dominados, o que lhes servia para ir espalhando o medo em outras regiões e antecipar as rendição, pois eram extremamente violentos e cruéis com os inimigos.
Segundo a lenda, Átila teria matado seu primeiro inimigo aos seis anos de idade e carregava a espada do deus da guerra. Tinha, segundo os cronistas, 1,20 metro de altura. Em 447, Átila invadiu o Império Romano, derrotando todos os exércitos romanos e só deixando de conquistar Constantinopla graças às muralhas da cidade. O imperador passa a pagar um imposto de 900 quilos de ouro anual aos hunos.
Em 450, o novo imperador se recusou a pagar o tributo. Ao invés de invadir o Império do Oriente, Átila invade o lado ocidental do Império; não apenas era este mais fraco, mas ele tinha uma desculpa...
 A irmã do imperador, Honória, havia sido aprisionada, suspeita de traição. Da prisão, ela enviou seu anel a Átila, pedindo-lhe que servisse de campeão. Átila declarou que considerava o gesto uma oferta de casamento, e pediu metade do Império como dote.
Em 451, junto com Gaiserico, rei dos vândalos, invade o império com um exército com, segundo os cronistas da época, 600.000 homens.
Na batalha de Châlons, Átila é derrotado pelo general romano Aécio, mas este não tem tropas o bastante para impedir que o exército huno atravesse o Danúbio de volta, mais ou menos intacto.
No ano seguinte, Átila invadiu novamente o Império, sem que dessa vez nenhum exército se opusesse a ele. Às portas de Roma, atila se retira, sem que até hoje se saiba exatamente por quê.
Dois anos depois, na noite de seu noivado, Átila faleceu de um derrame. Segundo a tradição, foi enterrado com dois tesouros, nas águas do rio Danúbio. Os responsáveis pelo sepultamento foram executados para não revelar o lugar.
Quando a notícia chegou a Roma e Constantinopla, missas foram rezadas em todas as Igrejas agradecendo a Deus.


Nenhum comentário:

Postar um comentário