sexta-feira, 13 de abril de 2012

A ÚLTIMA LEGIÃO

Romulus Augustus (Thomas Sangster) tem apenas 12 anos, mas acaba de ser coroado imperador de Roma. Porém, a cidade logo é atacada por bárbaros, a população dizimada e o garoto, capturado. Um pequeno grupo de soldados, liderados por Aurelius (Colin Firth), tenta salvar a vida do menino.
Aventura que tenta recuperar a tradição de filmes sobre o Império Romano. Aqui, novamente, parte-se de uma figura real, como os clássicos Ben Hur (1959) e Spartacus (1960). O personagem central é um herdeiro do império, chamado Romulus Augustus (Thomas Sangster, de Tristão e Isolda), que governou Roma por poucos dias antes de a capital ser tomada pelos bárbaros.
 No dia da coroação do pequeno imperador de 12 anos, seu pai Orestes (Iain Glen, de Lara Croft: Tomb Raider) recusa-se a fazer um acordo com um general bárbaro (Peter Mullan, de Filhos da Esperança). Por conta disso, a segurança do menino fica ameaçada. Seu tutor, Ambrosinus (Ben Kingsley), prevê o perigo. Para evitar o pior, Orestes escolhe como segurança de seu herdeiro Aurelius (Colin Firth), da Quarta Legião.
Aurelius tem pouco tempo para se acostumar com sua nova tarefa, quando uma horda de bárbaros invade a cidade. Eles matam diversas pessoas – inclusive Orestes – e capturam Romulus e Ambrosinus, que são levados para uma fortaleza na ilha de Capri.
Nem tudo está perdido. Naquela ilha, o garoto encontra a espada mitológica de César, que contém uma profecia: “Uma ponta para defender, a outra para derrotar; ...para caber na mão daquele... que está predestinado a reinar”.
Aurelius, no entanto, não morreu, nem desistiu de sua missão, que é guardar a vida de Romulus. Tentará libertar o jovem com o auxílio de um pequeno exército e de um guerreiro bizantino misterioso, que usa apenas roupas negras (interpretado pela atriz indiana Aishwarya Rai).
Com cenas rodadas na Tunísia (representando Roma) e na Eslováquia (representando a Bretanha), a produção é assinada pelo veterano Dino De Laurentiis, que já produziu épicos como Guerra e Paz (1956), outros mais intimistas como Noites de Cabíria (1957) e a ficção científica Barbarella (1968). De Laurentiis também é o produtor de toda a série de filmes do personagem Hannibal Lecter – inclusive o mais recente, Hannibal – A Origem do Mal.
Embora baseado em fatos reais, A Última Legião não deixa de ser uma especulação sobre o destino do último imperador de Roma. Dirigido por Doug Lefler (que trabalhou como diretor de segunda unidade em Homem-Aranha), o filme dá mais destaque às cenas de luta do que ao contexto histórico ou ao desenvolvimento de personagens.
Fonte: CineWeb.





Nenhum comentário:

Postar um comentário