segunda-feira, 25 de março de 2013

REVOLTANTE


Bah, olha, bem revoltante, principalmente para mim, que sou professora de Língua Portuguesa e revisora há quase treze anos, ler na Zero Hora de hoje depoimentos de alguns professores corretores das redações do ENEM. É mais uma prova da ridicularização do ensino, de que a Educação não vale nada no Brasil. Apenas palavras inexpressivas em campanhas e pronunciamentos. Qualidade não é simplesmente aprovar, promover os alunos. É fazê-los aprender, a superar os erros, e não premiá-los pelo fato de respirarem. Criou-se uma política de coitadinhos, de "não vamos nos incomodar", e isto me perturba profundamente. Os políticos e gestores querem ver índices, mas não nos dão meios para realmente melhorá-los, apenas querem que fiquemos cegos a aceitemos passar por cima de todos os princípios da Ética e promovê-los para o ano seguinte, gerando uma massa de trabalho barata, sem cultura, sem pensamento lógico, sem ética, sem noção. Como disse uma colega minha, parei há muito tempo de pensar que o Governo iria me ajudar a melhorar a qualidade das minhas aulas, e faço eu mesmo a minha qualidade. E é isso mesmo: eu mesma busco a qualidade, eu pesquiso, eu estudo, eu tento inovar. Mas a raiva que dá é que as pessoas acham que deveria ser assim mesmo, que eu deveria ser uma pseudo-escrava de um sistema falido, sem contas para pagar e sem autoestima para cuidar. É fogo!
Professora Francine Almeida.

Nenhum comentário:

Postar um comentário