quarta-feira, 16 de outubro de 2013

THE BEATLES - PARTE 1

The Beatles foi uma banda de rock britânica, formada em Liverpool em 1960. É o grupo musical mais bem-sucedido e aclamado da história da música popular. A partir de 1962, o grupo era formado por John Lennon (guitarra rítmica e vocal), Paul McCartney (baixo e vocal), George Harrison (guitarra solo e vocal) e Ringo Starr (bateria e vocal). Enraizada do skiffle e do rock and roll da década de 1950, a banda veio mais tarde a assumir diversos gêneros que vão do folk rock ao rock psicodélico, muitas vezes incorporando elementos da música clássica e outros, em formas inovadoras e criativas. Sua crescente popularidade, que a imprensa britânica chamava de "Beatlemania", fez com que eles crescessem em sofisticação. Os Beatles vieram a ser percebidos como a encarnação de ideais progressistas e sua influência se estendeu até as revoluções sociais e culturais da década de 1960.

O QUARTETO DE LIVERPOOL
John Lennon (John Winston Lennon nascido em Liverpool, em 9 de outubro de 1940, tornado John Winston Ono Lennon quando casado com a artista plástica Yoko Ono em 1969.8 Foi assassinado em Nova Iorque, em 8 de dezembro de 1980, no Central Park): fundador do grupo e integrante dele de 1957 - quando ainda era o The Quarrymen - até 1970 (quando os integrantes se separaram antes da dissolução legal da justiça), compositor, cantor, multi-instrumentista tocando piano, guitarra, gaita, instrumentos de percussão, teclados (como clavioline, cravo (instrumento), mellotron e órgão), baixo (ocasionalmente), violão, maracas, pandeiro (em canções dos álbuns Revolver e Magical Mystery Tour) e tape loops. Compôs os maiores sucessos dos Beatles, inclusive a canção All You Need Is Love, apresentada na primeira transmissão por satélite ao vivo do mundo e que ainda hoje é um hino para várias gerações.[carece de fontes]
Paul McCartney (nascido James Paul McCartney em Liverpool, 18 de junho de 1942, tornado Sir James Paul McCartney quando condecorado com o OIB em 1997): compositor, [multi-instrumentista], baixista, pianista, cantor, percussionista, guitarrista [ - criador de arpejos inovadores em guitarra e violão, como em Blackbird -] e baterista (na música Back in the USSR), membro de 1957 a 1970. McCartney é autor de músicas muito aclamadas dos Beatles. Desde a primeira música do primeiro disco Please Please Me, I Saw Her Standing There, passando por hinos históricos como Hey Jude, Let It Be, Eleanor Rigby, Yesterday, Penny Lane, entre outras, até a última música do último álbum dos Beatles, Let It Be, "Get Back", além de idealizar muitas criações conceituais da banda como o álbum Sgt. Peppers Lonely Hearts Club Band. Formou, com Lennon, a dupla mais celebrada do rock and roll, sendo atualmente considerado o maior artista vivo9 .
George Harrison (nascido George Harold Harrison em Liverpool, 25 de fevereiro de 1943, e morto de câncer em Los Angeles, a 29 de novembro de 2001): compositor, guitarrista solo, cantor, tocava sitar e outros instrumentos da Índia, percussionista, tocava teclado e sintetizador, membro de 1958 a 1970. Harrison tornou-se célebre por introduzir a música indiana no rock and roll, e produziu canções que com o tempo tornaram-se muito famosas: While My Guitar Gently Weeps, Here Comes the Sun, a balada Something e outras. Na década de 1970, Harrison desenvolveu uma carreira solo de grande sucesso, lançando álbuns aclamados pelo público e pela crítica.[carece de fontes]
Ringo Starr (nascido Richard Starkey em Liverpool, 7 de julho de 1940): baterista, percussionista, cantor, compositor (ocasionalmente), membro de 1962 à 1970. Starr foi o último músico a entrar na banda. Enquanto fazia parte do conjunto, ele compôs poucas canções, na verdade foram só duas: "Don't Pass Me By", para o Álbum Branco e "Octopus's Garden" para o álbum Abbey Road e mais quatro em co-autoria com os outros beatles ("What Goes On" do Rubber Soul, "Flying" do Magical Mystery Tour, "Maggie Mae" e "Dig It" do Let It Be). Depois de sair da banda, ainda nos anos 1970, construiu uma carreira solo de sucesso considerável.

AS ORIGENS
(The Cavern Club, Liverpool, Inglaterra, em2008: local onde os Beatles fizeram cerca de 292 apresentações e onde começaram a definir sua carreira.).

Em 1955, John Lennon, nascido em 9 de Outubro de 1940, criou o grupo Quarrymen com amigos da escola onde estudava, a Quarry Bank School. No começo, a banda tocava skiffle, tipo de música que usava improvisações como bateria com panelas, baixos com cabos de vassoura.
 Logo, a banda abandonaria o skiffle para se dedicar ao rock and roll, ritmo que estava começando a fazer sucesso entre os jovens ingleses. Em Julho de 1957, Paul McCartney, nascido em 18 de Junho de 1942, foi a um show dos Quarrymen e acabou sendo apresentado a John, o qual o convidou para juntar-se à banda, depois de Paul ter demonstrado para a banda sua habilidade tocando a música “Twenty Flight Rock”.
 Paul e John começaram a compor músicas para a banda juntos, formando a dupla de compositores Lennon/Mccartney, a mais famosa da história do rock, muito embora algumas músicas eles tenham feito a composição sem ser em dupla, sempre era creditada a música a Lennon/McCartney.
 Enquanto John compunha músicas com jogos de palavras, com letras mais surrealistas, Paul compunha num estilo mais suave e romântico. Em 1958, Paul apresentou a John um garoto que era seu conhecido, George Harrison, nascido em 25 de Fevereiro de 1943.
 George na época tinha apenas 15 anos, e era três anos mais novo que John, fato este que desagradava um pouco a Lennon. No entanto, uma vez que George sabia tocar guitarra melhor que John e Paul, isto contribuiu para ele ser aceito na banda.
 O nome da banda mudou por diversas vezes, sendo desde Johnny and the Moondogs a Long John and the Silver Beatles, numa época em que nomes grandes eram mais comuns em meios musicais. O nome foi posteriormente simplificado para The Silver Beatles e, finalmente, para The Beatles.
 Este nome foi inspirado na banda The Crickets (os grilos), de Buddy Holly, sendo “Beatles” um trocadilho de “beetles” (besouros) com “beat” (batida).
 Mas a versão certa do nome é explicada por John Lennon :”Sonhei com um homem numa torta flamejante,dizendo: Vocês são Beatles com A”. Não foi só o nome da banda que mudou constantemente naquela época, vários integrantes entravam e saiam da banda, somente John, Paul e George eram fixos.
 Como John, Paul e George tocavam guitarra, a banda necessitava de um baixista para dar ritmo às suas músicas. Em 1960, John, com 20 anos de idade, estava estudando na Art College, e convenceu um amigo da escola a comprar um baixo e juntar-se à banda. O amigo era Stuart Sutcliffe, ou simplesmente Stu.
 Este não sabia tocar baixo muito bem, sendo que seu maior interesse era por arte (pintura), mas entrou para a banda por ser amigo de John.
 Naquela época os Beatles não tinham um baterista fixo, e, portanto, profissionais desse gênero tocavam para eles apenas em determinadas ocasiões. Ao tocarem em um pub de Liverpool, chamado Jacaranda, um baterista, Pete Best, começou acompanhá-los com mais frequência. Pete era filho da dona do pub.
 Quando os Beatles receberam um convite para tocar em clubes noturnos de Hamburgo (Alemanha), eles convidaram Pete Best para acompanhá-los na bateria. Pete acabou ficando como baterista fixo da banda.
 Os Beatles foram duas vezes a Hamburgo. Na primeira viagem, em 1960, alguns fatores acabaram prejudicando o grupo: George acabou sendo deportado por ser menor de idade; depois, Pete e Paul também foram deportados por provocar um pequeno incêndio no local onde encontravam-se hospedados. Na primeira viagem a Hamburgo, os integrantes dos Beatles acabaram se tornando amigos de alguns estudantes da cidade, entre eles Klaus Voorman e Astrid Kirchherr.
 Quando foram a Hamburgo pela segunda vez, em 1961, George já era maior de idade.
 Nesta segunda viagem, Stuart Sutcliffe resolveu abandonar os Beatles a fim de dedicar-se à pintura, e também porque tinha se apaixonado por Astrid com quem resolveu se casar pouco depois. Foi Astrid que sugeriu que os Beatles adotassem o penteado para frente e abandonassem o penteado topete (estilo Elvis Presley).
 Com a saída de Stu, Paul McCartney assumiu o contrabaixo, e os Beatles passaram então a ser um quarteto.
 Stuart morreria algum tempo depois de derrame cerebral. Quando estavam em Hamburgo, eles acabaram gravando algumas músicas em estúdio, acompanhando o cantor Tony Sheridan, entre elas a música “My Bonnie”.
 Ao retornar a Liverpool, os Beatles já tinham uma certa popularidade na cidade, e tocavam constantemente em um pub local, chamado Cavern Club.
 Seus fãs de Liverpool, ao saberem que os Beatles tinham um compacto no mercado com a música “My Bonnie”, cantada por Tony Sheridan, foram procurá-lo em lojas de discos. Foi a partir desse momento que Brian Epstein, gerente de uma loja de discos, ficou sabendo da existência dos Beatles.
 O gerente ficou curioso para saber quem eram os Beatles, e foi vê-los tocar no Cavern Club.
 Brian ficou impressionado com os rapazes, e resolveu tornar-se empresário deles. Mas aconselhou a banda a mudar a aparência. Saíram os casacos de couro e calças apertadas, e entraram terninhos que estavam na moda em Paris. O modo de se apresentarem ao vivo também mudou: nada de brigar, comer, fumar ou beber durante os shows, o que tornou os Beatles um produto mais apresentável.
 Como Brian trabalhava vendendo discos de música, não seria difícil para ele contactar alguma gravadora para apresentar os Beatles. A primeira que tentou foi a Decca Records, mas os Beatles foram recusados, pois os executivos da gravadora achavam que o rock logo iria desaparecer.
 Posteriormente, Brian conseguiu que George Martin, um produtor de discos da gravadora Parlophone, subsidiária da EMI, ouvisse os Beatles. Em Londres, no dia 6 de Junho de 1962, George Martin ouviu os Beatles e resolveu contratá-los.
Fonte:Wikipédia; Arquivo 68 - http://josekuller.wordpress.com

Nenhum comentário:

Postar um comentário