segunda-feira, 2 de dezembro de 2013

HISTÓRIA DE TRINIDAD E TOBAGO

O desinteresse dos colonizadores espanhóis por Trinidad e Tobago favoreceu a conquista das ilhas por britânicos e franceses. A chegada de escravos africanos e posteriormente de trabalhadores indianos conferiu ao país um caráter multirracial.
Trinidad e Tobago é formado por duas ilhas das Pequenas Antilhas, no leste do mar do Caribe, mais várias ilhotas das imediações, com uma superfície de 5.128km2. A ilha de Trinidad fica diante da costa nordeste da Venezuela, país do qual se separa pelo golfo de Pária e pelos canais Boca do Dragão e Boca de Serpentes. Tobago fica 31km a nordeste de Trinidad.
Quando Cristóvão Colombo chegou a Trinidad, em 1498, em sua terceira viagem à América, a ilha era habitada por índios aruaques, enquanto em Tobago viviam os belicosos caribes. Trinidad permaneceu como possessão negligenciada pelos espanhóis por mais de 300 anos, até ser ocupada, em 1797, pelos britânicos, que importaram escravos negros para trabalhar nas plantações de fumo.
Os britânicos tentaram colonizar Tobago em 1721, mas os franceses tomaram a ilha em 1781 e transformaram-na numa colônia produtora de açúcar. Tobago foi comprada pelos britânicos em 1802, e desde 1899 é administrada em conjunto com Trinidad. Após a abolição da escravatura, em 1830, os britânicos incentivaram a imigração de trabalhadores procedentes da Índia. Em 1925 as ilhas passaram a ter governo próprio, e em 1945 instaurou-se o sufrágio universal. A República de Trinidad e Tobago tornou-se independente em 1962 e desde 1976 faz parte da Comunidade Britânica de Nações.
De acordo com a constituição de 1976, Trinidad e Tobago tem um presidente, que é o chefe de estado, e um primeiro-ministro, que é o chefe do governo. O legislativo compõe-se de Senado, cujos membros são indicados pelo presidente, e Câmara de Deputados, eleitos por sufrágio universal para um mandato de cinco anos.

Leis aprovadas em 1980 concederam a Tobago considerável autonomia e permiram que a ilha passasse a ter uma assembléia própria. Em 1987, Tobago passou a ter total autonomia no que se refere a assuntos internos.
Fonte: Enciclopédia Barsa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário