quinta-feira, 4 de setembro de 2014

HISTÓRIA DE BELIZE


A antiga Honduras Britânica reúne uma série de particularidades: é o menor país do istmo centro-americano, o único que não é banhado pelo oceano Pacífico e o único de idioma e cultura inglesa.
Situado na parte meridional da península de Yucatán, Belize constitui uma estreita faixa de terra, com 22.965km2 de superfície, limitada ao norte pelo México, ao sul e a oeste pela Guatemala e a leste pelo mar do Caribe.
 O atual território de Belize fez parte do império maia, entre 300 a.C. e 900 de nossa era. Cristóvão Colombo chegou a seu litoral em 1502, e na segunda metade do século XVI o território foi incluído no Vice-Reinado de Nova Espanha. Os colonos espanhóis mostraram pouco interesse pela região, alvo de constantes incursões de piratas ingleses interessados em vários tipos de madeira para a extração de tinta. Por volta de 1630, colonos ingleses procedentes da Jamaica se instalaram na desembocadura dos rios Belize e Hondo, atraídos pela riqueza florestal do território. Em 1713, através do Tratado de Utrecht, a Espanha reconheceu as feitorias que haviam sido estabelecidas na costa e permitiu aos ingleses fundar novas. Teve início assim o processo de concessões territoriais e jurídicas por parte da coroa espanhola à britânica. Os colonos ingleses, após inúmeros conflitos com a população hispânica que habitava a região, foram ampliando seu domínio em direção ao sul, até alcançar o rio Sarstun. Em 1780, a coroa britânica estabeleceu no território um magistrado residente, subordinado ao governador da Jamaica.
Quando, a partir de 1821, a América Central começou a se livrar do domínio espanhol, os novos estados do México e Guatemala reivindicaram o território de Belize. Após várias negociações o território foi formalmente declarado colônia britânica em 1862 e ficou subordinado ao governador da Jamaica até 1884, quando se tornou uma colônia separada.

Periodicamente reivindicado pela Guatemala, o território tornou-se independente a partir de 21 de setembro de 1981. Sua constituição, que entrou em vigor no dia seguinte, estipula que a chefia do estado cabe ao soberano britânico, que delega sua autoridade a um governador-geral. Entretanto, esse cargo é meramente simbólico, pois Belize faz parte da Comunidade Britânica de Nações. O poder é exercido pelo executivo e o legislativo, este representado por duas câmaras.
Fonte: Enciclopédia Barsa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário